• DOJ reduz a pena da Odebrecht;
  • A corrupção escancarada: os detalhes da delação da Odebrecht;
  • 108 políticos vão ser investigados por corrupção.

DOJ reduz a pena da Odebrecht
O Departamento de Justiça Americano (“DOJ”) informou que a sanção da Odebrecht nos Estados Unidos será de 93 milhões de dólares e não de 260 milhões, como anunciado em dezembro de 2016.
A Odebrecht havia concordado em pagar às autoridades americanas cerca de 260 milhões de dólares, porém, desde então, a solvência da empresa tem diminuído pois a empresa perdeu grandes contratos de construção de projetos com governos do Peru, Colômbia e Panamá.
Baseado nisso, o DOJ decidiu diminuir o valor da sanção para 93 milhões.
Desta forma, a Odebrecht e sua subsidiária Braskem não figuram mais no top 10 das maiores sanções pecuniárias aplicadas pelas autoridades americanas em aplicação do FCPA.

Link da notícia

A corrupção escancarada: os detalhes da delação da Odebrecht
O jornal o Globo fez um apanhado das principais delações dos executivos da Odebrecht.
Temer teria articulado reunião na qual se acordou o pagamento de 40 milhões ao PMDB em 2010. Em troca, a construtora asseguraria contratos com a Diretoria Internacional da Petrobrás.
Lula e Dilma tinham conhecimento do caixa 2 que alimentaram suas campanhas, ainda que não fossem eles quem solicitassem as contribuições irregulares.
O grupo liderado por Aécio Neves teria recebido ao menos 50 milhões de reais em troca de favorecimento à empreiteira em negócios envolvendo o setor elétrico.
Romero Jucá, no Senado, e Eliseu Padilha, na Câmara, eram os interlocutores habituais da construtora para o pagamento de propina a toda a bancada do partido.
Marcelo Odebrecht afirmou não conhecer nenhum politico eleito no Brasil sem caixa 2.

Link da notícia

108 políticos vão ser investigados por corrupção
O STF determinou a abertura de inquérito contra 108 políticos citados na delação a Odebrecht no âmbito da operação Lava-Jato.
Entre os investigados, há 8 atuais ministros, 3 governadores, dezenas de parlamentares, além de ex-políticos que hoje não ocupam cargos públicos.
Embora citado nos processos, o presidente Michel Temer não poderá ser investigado por crimes não relacionados com o seu mandato.

Link da notícia

O que você achou do DOJ reduzir a pena da Odebrecht? Concorda? Discorda? Porque? O que você está achando das delações da Odebrecht? 108 processos no STF, o que acha disso? Deixem ai seus comentários, não se esqueçam de curtir esse vídeo e assinar o canal.

Se achar que alguma notícia merece destaque, ou se quiser ver algum tema tratado com maior profundidade mande sua sugestão para: news@icomply.com.br

IComply, aprimorando pessoas, fortalecendo empresas

icomply-wp

View all posts

Add comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *