• Reino Unido investiga a KPMG pela auditoria na Rolls-Royce;
  • Seis novas empresas revelam estar sob investigação por violações ao FCPA;
  • Descubra por que a Dinamarca tem os políticos menos corruptos do mundo.

Reino Unido investiga a KPMG pela auditoria na Rolls-Royce
Autoridades do Reino Unido informaram estar investigando a KPMG em razão das auditorias realizadas durante anos na empresa Rolls-Royce.
A decisão de investigar a KPMG foi tomada depois da descoberta do envolvimento da Rolls-Royce em casos de corrupção no mundo. Os investigadores analisarão a auditoria das demonstrações financeiras da Rolls-Royce, elaborada pela KPMG entre os anos 2010 e 2013.
Em dezembro do ano passado, a Rolls-Royce decidiu romper o contrato que já durava 26 anos com a citada empresa de auditoria e, a partir de 2018, trabalhará com a PwC.
A KPMG disse que irá colaborar com as investigações e reafirmou sua confiança no trabalho realizado, inclusive durante os anos 2010 e 2013.
Link da notícia

Seis novas empresas revelam estar sob investigação por violações ao FCPA
Seis empresas revelaram recentemente estar sob investigação das autoridades americanas por violações ao FCPA, dentre elas a Gol Intelligent Airlines Inc., a BRF S.A. e a Cosan Ltd.
A notícia é do FCPA Tracker, que traz alertas sobre investigações com base no FCPA em tempo real.
Link da notícia

Descubra por que a Dinamarca tem os políticos menos corruptos do mundo
Desde a criação do Índice de Percepção da Corrupção na década de 90, a Dinamarca é constantemente considerada como o país menos corrupto do mundo. Mas qual seria a explicação?
O deputado entrevistado atribui o baixo índice de corrupção ao alto grau de educação e transparência da sociedade dinamarquesa. A fórmula, segundo ele, também passa pela proximidade entre os políticos e a população em geral: todos utilizam transporte e hospital públicos, e seus filhos estudam em escolas do Estado.
O país tem uma das alíquotas mais elevadas do imposto de renda, que chega a 40%. No entanto, a receita estatal é bem empregada. Os deputados, por exemplo, além do salário, recebem uma verba de cerca de 2,800 reais para reembolso de despesas correntes e não têm funcionários exclusivos.
No Brasil, o deputado federal tem à disposição quase 100,000 reais por mês para gastos com sua equipe e pode contratar até 25 funcionários não concursados, além das inúmeras verbas extras.
Link da notícia

O que achou da KPMG estar sendo investigada pelo Reino Unido em razão de suas auditorias feitas na Rolls-Royce? Conhecia o site do FPCA Tracker? Fique de olho se quiser saber quais as empresas que estão sendo processadas com base no FCPA? Gostou da comparação dos políticos da Dinamarca com os do Brasil? Será que estamos longe daquela realidade? Deixem ai seus comentários, não se esqueçam de curtir esse vídeo e assinar o canal.

Se achar que alguma notícia merece destaque, ou se quiser ver algum tema tratado com maior profundidade mande sua sugestão para: news@icomply.com.br

IComply, aprimorando pessoas, fortalecendo empresas

icomply-wp

View all posts

Add comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *