• Como tornar o treinamento sobre compliance mais interativo;
  • Três anos de Lava-Jato;
  • Mulheres no compliance.

Como tornar o treinamento sobre compliance mais interativo;

Segundo o especialista em compliance Mark Dorosz, enquanto o e-learning torna o treinamento sobre compliance mais acessível, seu formato pode saturar quando usado durante algum tempo. Colaboradores observam que cursos virtuais podem ser menos interativos do que estar em uma sala de aula.
O especialista propõe, então, três medidas para tornar o treinamento sobre COMPLIANCE VIRTUAL mais interativo.
1 – É importante utilizar uma grande variedade de media, mesclando métodos de entregar a informação. Por exemplo, pode-se usar diferentes planos de fundo, cores nos textos, efeitos sonoros ou até desenho animado.
2 – Criar programação para que os colaboradores possam interagir diretamente com quem ministra o treinamento. Além dos testes, pode-se pedir aos colaboradores para clicar em botões ou digitar sua opinião durante o treinamento.
3 – Fazer com que os colaboradores assistam aos treinamentos virtuais em grupos. Treinamentos virtuais não precisam necessariamente serem assistidos por uma pessoa, sozinha, em frente ao seu computador. O treinamento pode ser mais estimulante e divertido se assistido em grupo.
Link da notícia

Três anos de Lava-Jato;

O jornal O Globo fez um balanço da Operação Lava-Jato, que completa três anos neste mês de março.
A maior investigação do país foi responsável pela recuperação de 10 bilhões de reais e, até hoje, 89 pessoas foram condenadas.
A operação se espalhou por grandes capitais do país e também pelo exterior.
Mais importante do que a retrospectiva, a matéria mostra que a operação ganha constantemente novo fôlego: a prisão de Jorge Luz, indiciado como operador do PMDB, revelou novos personagens e talvez abrirá novas linhas de investigação.
Na opinião do procurador Deltan Dallagnol, “o maior risco vem da atuação de políticos que articulam manobras para abrandar as punições, a exemplo da proposta que anistia o caixa 2”.
Link da notícia

Mulheres no compliance.

Ter as habilidades e a capacidade para exercer a profissão de responsável pelo compliance não se trata de uma questão de gênero.
No entanto, é verdade que as mulheres estão ocupando, de modo crescente, cargos na área de compliance e controle de riscos nos Estados Unidos.
A Sociedade de Controle de Riscos estima que o número de aderentes do sexo feminino à Associação para o Controle de Riscos no Reino Unido dobrou nos últimos 10 anos.
O aumento parece lógico: quando se trata de controle de riscos, é vital considerar todo e qualquer impacto, pelo que a perspectiva feminina é de grande valia para as empresas.
Riscos diversos requerem habilidades diversas, que por sua vez requerem diversidade dos profissionais contratados.
Link da notícia

Você já recebeu um treinamento virtual? O que achou? Gostou das medidas para deixar seu treinamento virtual mais interativo?
O que achou do fato da operação Lava-Jato já ter recuperado 10 bilhões de reais? Concorda com Deltan Dallagnol sobre a existência de um risco de ocorrer anistia ao caixa 2? Será que isso é possível mesmo?
Sua empresa possui uma Compliance Officer? O que acha do desempenho dela? Deixem ai seus comentários, não se esqueçam de curtir esse vídeo e assinar o canal.

Se achar que alguma notícia merece destaque, ou se quiser ver algum tema tratado com maior profundidade mande sua sugestão para: news@icomply.com.br

icomply-wp

View all posts

Add comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *